Bandeira de Segurança pública e discurso de renovação

Delegado boigues Pré-Candidato a prefeito.

Por Redação 12/06/2020 - 09:23 hs
Foto: NAT
Bandeira de Segurança pública e discurso de renovação
Eduardo Boigues

Delegado Titular do Garra e Suplente de Deputado Estadual pelo Progressistas, Eduardo Boigues já é Pré-candidato a Prefeito de Itaquá.

Em uma cidade que sofre com um baixo IDH e consequentemente com um alto índice de violência, a escolha por um policial para o cargo de prefeito, pode gerar um "falsa" sensação de segurança, embora a nível de conhecimento da área a cidade pode sim, ser beneficiada.

Todavia pelo fato de ter "Sofrido" com atuações da polícia no passado (Leia-se ROTA) a cidade de ITAQUA, se divide em duas vertentes, entre o "apoio" e o "Repúdio" de alguém das forças de segurança no comando do executivo.

Pelo fato de que o problema de segurança em Itaquá, está diretamente ligado a políticas públicas e ações sociais, a população se vê "Novamente" entre a Cruz e a Espada.

Optar por uma política de "Tolerância Zero" com o crime ou por um enfrentamento através de políticas sociais e envolvimento com a comunidade.

No Pleito municipal de 2016, Eduardo conquistou cerca de 19 mil votos (Cerca de 11% dos votos válidos),e hoje se apresenta como"RENOVAÇÃO" sendo que claramente é um nome de destaque na cidade.

Em suas redes sociais, Eduardo Boigues se define assim:


Graduado em Direito pela Universidade do Oeste Paulista e  

Mestrado em Direito Público. 

 Aos 21 anos passou na Prova da Ordem dos Advogados  

do Brasil (OAB) e aos 24 anos de idade passou no Concurso 

 Público para Delegado de Polícia do Estado de São Paulo. 

É casado e pai de dois filhos. Seu avô Arthur Boigues foi 

 prefeito por dois mandatos na cidade de Alvares Machado.  

Seu tio Athos Boigues também foi Chefe do Executivo na mesma 

 cidade.  

Como Delegado em Itaquaquecetuba, foi o responsável  

por criar a Delegacia de Homicídios na cidade, e em conjunto 

 com sua equipe e outros órgãos policiais conseguiu uma redução 

 de 80% dos casos de homicídios contados dos anos  

de 2001 a 2016.  

Em 2016 foi candidato a prefeito de Itaquaquecetuba,  

disputando pela primeira vez uma eleição e ficou em segundo  

lugar com cerca de 20 mil votos.  

Em 2018  foi um dos selecionados a participar do Movimento  

Renova Brasil e  disputou as eleições como candidato  

a Deputado Estadual e obteve 48.456 votos sendo  

eleito Suplente. 

Atualmente é Delegado de Polícia  do Grupo Armado de  

Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA) no Alto Tietê,  

Professor na Universidade Univeritas e pré-candidato a  

Prefeito em Itaquaquecetuba.